+

Oferta de disciplinas - 1º Semestre

4036 - Filosofia da Ciência II

Estudo da concepção da ciência como conduta científica. Investigação dos valores éticos a que a ciência está submetida, mantendo-se o procedimento científico caracterizado pelo rigor metodológico, pela submissão ao teste experimental. A verdade encontrar-se-á na melhor correspondência da conduta aos fins procurados. O estudo do papel da ciência e da tecnologia no processo histórico, do processo pelo qual se moldaram as relações atuais entre ciência, tecnologia e técnica e do processo de produção e difusão do conhecimento científico.

4022 - Seminários de Pesquisa em Filosofia.pdf

EMENTA Esta disciplina consiste na apresentação, sob a forma de seminários, dos resultados parciais das pesquisas dos pós-graduandos, com o intuito de submetê-los à crítica dos seus pares e do professor responsável pela disciplina, que coordenará os debates. Com base nas discussões, espera-se que os discentes aperfeiçoem sua capacidade de argumentação articulada, sustentada pelo rigor da análise, expressa com a devida clareza no texto escrito e na exposição oral, aliada à coesão e à objetividade da abordagem do tema circunscrito.

4052 - Filosofia da História I.pdf

EMENTA Estudo do sentido da história do ponto de vista da filosofia da história: sentido cíclico, progressivo e decadente. A concepção cíclica envolve idéias como a de eterno retorno, aquela da alternância de momentos positivos e negativos, a de descontinuidade. A concepção do progresso, por sua vez, envolve idéias como a de avanço técnico-científico, a de origem primitiva, a de acumulação e continuidade. A concepção da decadência envolve idéias como a de idade de ouro localizada no passado, a de tempo como elemento corruptor. A esse respeito faz-se necessária uma discussão sobre a noção de tempo, retilíneo e circular. Aos temas do ciclo, da decadência e do progresso estão ligados, no plano ético e político, a nostalgia e o pessimismo, a esperança e o otimismo.

4053 - Filosofia da História II.pdf

EMENTA Estudo da história mundial como objeto da investigação filosófica. Investigação do seu caráter moral, racional ou irracional, na medida em que a história é tomada como campo de realização da liberdade, seja no plano da ação política e da constituição do Estado, seja no plano da criação artística e da obra de arte. Investigação dos autores que consideram a própria natureza histórica da filosofia. A consideração especulativa da história, a crítica ao progresso da razão, a avaliação da barbárie e da civilização do mundo contemporâneo também devem ser discutidos.